• en
  • es

Museu Nacional no Rio de Janeiro – 200 anos de história

Museu Nacional no Rio de Janeiro – 200 anos de história

Uma instituição com mais de 200 anos de existência na cidade do Rio de Janeiro, esse é o Museu Nacional. Mais um dos projetos da família real de Portugal, construído após a sua chegada ao Brasil para a promoção da cultura no país. Conheça todos os detalhes do Museu Nacional no Rio de Janeiro. 

MUSEU NACIONAL NO RIO DE JANEIRO  

O Museu Nacional inicialmente estava sediado no Campo de Sant’Ana (atual Praça da República e local onde o Marechal Deodoro da Fonseca realizou a Proclamação da República, em 15 de novembro de 1889). Atualmente está localizado no bairro de São Cristóvão, na Quinta da Boa vista.  

campo-de-santana

UM POUCO SOBRE A QUINTA DA BOA VISTA

A Quinta da Boa Vista foi o local oficial de residência da família real de Portugal. O palácio serviu de residência à família real portuguesa entre 1808 e 1821. O local abrigou a família imperial brasileira de 1822 a 1889.

Também sediou a primeira Assembleia Constituinte Republicana de 1889 a 1891. Este espaço foi destinado ao uso do museu, em 1892. Vale ressaltar que os imperadores e princesas da família real também estavam sempre presentes no Paço Imperial localizado na Praça XV 

Sendo um dos maiores parques urbanos da cidade do Rio, a Quinta tem cerca de 155 mil metros quadrados. Todas as construções que estão dentro dos limites do parque como os jardins e lagos (obra do paisagista francês Auguste Glaziou), o Museu Nacional que funcionou como o Palácio da família Real, as estatuas e monumentos podem ser observadas pelos visitantes. 

espaço-quinta-boa-vista

LOCAL PARA VISITAR

Com uma grande área verde, a Quinta da Boa vista é frequentada por muita gente, de todas as idades. Muitas pessoas inclusive aproveitam a região para a prática de esportes durante os dias de semana.

boa-vista-quinta

Há um pedalinho no lago principal do espaço, quadras poliesportivas e são oferecidos passeios pela área. Você ainda pode aproveitar os jardins e realizar um piquenique. Também existe no espaço um Jardim Zoológico, que atualmente está em obras e voltará a funcionar em breve.  

quinta-da-boa-vista

CURIOSIDADE

Você consegue imaginar porque o local se chama Quinta da Boa Vista? Simplesmente porque da construção onde estava instalada a família tinha-se uma vista privilegiada da Baía de Guanabara.  

palacio-quinta-da-boa-vista

INFORMAÇÃO

Endereço: Avenida Pedro II, s/n – São Cristóvão 

Horário de funcionamento: diariamente das 8h às 18h. 

Entrada gratuita 

Como chegar: estação de metrô e trem São Cristóvão 

DICA

Participe do nosso Walking Tour Centro e Lapa! Neste passeio você conhecerá mais detalhes da história do Brasil e chegada da família real de Portugal. Além disso, estará na companhia de um grupo muito divertido.

CRIAÇÃO DO MUSEU NACIONAL  

O Museu Nacional foi fundado no dia 06 de junho de 1818, por Dom João VI de Portugal, que tinha o objetivo de promover a cultura e a economia do país. Este espaço sempre funcionou como um museu de ciências naturais, possuía coleções de materiais botânicos, de minerais, de animais empalhados, de numismática, de obras de arte e de máquinas.  

Era considerada a mais antiga instituição científica do país e um dos maiores museus de história natural e de antropologia das Américas, até 2018. Este edifício foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1938. No ano de 1946 o Museu Nacional foi incorporado à Universidade Federal do Rio de Janeiro. 

ufrj-museu

ACERVO DO MUSEU

O Museu Nacional abrigava o maior acervo de história natural e antropologia da América Latina, pois possuía guarda do maior número de bens culturais. No acervo do espaço estavam mais de 20 milhões de itens, divididos em coleções de ciências naturais e antropológicas (zoologia, botânica, geologia e paleontologia) e antropológicas (etnologia, arqueologia e antropologia biológica).  

COLEÇÕES

Nas ciências naturais em Zoologia estavam as coleções de conchas, corais e borboletas. Já em Paleontologia estava incluído um tipo de dinossauro proveniente de Minas Gerais, o Maxakalissaurus 

museu-nacional-dinossauro

Nas ciências antropológicas, o mais antigo fóssil humano já encontrado no país, nomeado de “Luzia”, é parte da coleção de Antropologia Biológica. Em Etnologia estavam os objetos que mostravam a riqueza da cultura indígena, cultura afro-brasileira e culturas do pacífico.  

luzia-mnrj

Além de todas essas coleções, uma das maiores coleções egípcias da América Latina. Esta coleção foi iniciada por Dom Pedro I. Já a coleção de arte greco-romana foi iniciada pela Imperatriz Teresa Cristina, com peças de escavação realizadas em Pompéia.  

egito-mnrj

Grande parte dos itens vieram de coleções iniciadas no século XVIII, pelos interesses dos integrantes da família real portuguesa. Com mais de 200 anos de existência o acervo foi somando peças através das escavações, permutas, doações e compras. Oferecia vários conjuntos representativos de produção humana e do mundo natural, do Brasil e todas as partes do mundo.  

O Museu Nacional também possuía uma das maiores bibliotecas especializas em ciências naturais, foram registradas mais de 2.000 obras raras e mais de 450.000 volumes.  

VALOR CIENTÍFICO

Através do valor científico e histórico deste espaço, muitas pesquisas, teses, dissertações, monografias puderam ser escritas. Por isso funcionava como uma instituição importante para os estudos universitários do país. 

Este acervo funcionou como base principal para as pesquisas realizadas por departamentos acadêmicos do museu, com atividades em todas as regiões do país e em outras partes do mundo, incluindo o continente antártico.  

Na área de ensino, eram foram oferecidos cursos em diversas áreas de conhecimento em extensão, pós graduação, especialização e atividades educativas para o público.

ALÉM DO MUSEU NACIONAL

Algumas instituições estão sob a administração do Museu Nacional, como a área da Quinta da Boa Vista e campus em outras cidades no Rio de Janeiro (em Saquarema) e no Espírito Santo.  

Inclusive um dos mais antigos periódicos científicos brasileiros especializados em ciências naturais funcionava com a edição dos Arquivos do Museu Nacional desde 1876.  

OBJETIVO DO MUSEU

Um dos principais objetivos do Museu Nacional sempre foi promover e difundir o conhecimento através do seu acervo. Também realizar pesquisas e formar recursos humanos e para produzir estudos científicos. E atuou na preservação do patrimônio histórico, natural e cultural até 2018.  

PROBLEMAS FINANCEIROS

O Museu Nacional passou por muitos problemas financeiros a partir dos anos 2000. Com recorrentes cortes de verba, o montante repassado ao espaço não era suficiente para a manutenção do local. A estrutura apresentava os sinais de má conservação e parte elétrica bem danificada.

Algumas salas foram fechadas por impossibilidade de uso. Não havia recursos para a construção dos novos anexos que seriam destinados as pesquisas e preservação de partes do acervo.  

INCÊNDIO NO MUSEU

Infelizmente na noite do dia 02 de setembro de 2018, logo após o encerramento do horário das visitas, um incêndio de grandes proporções atingiu o museu.

mnrj-incendio

Apesar do grupo do Corpo de Bombeiros chegar ao local em pouco tempo, após serem acionados, o fogo atingiu os três andares do prédio e acabou tomando proporções fora do controle. 

incendio-mnrj

Por volta das 21h30, várias coleções e exposições que estavam nas partes frontais do edifício foram totalmente destruídas. Os guardas que faziam a segurança do local conseguiram deixar o local, e não foram registradas vítimas. No entanto, foi destruído mais de 90% do acervo do museu. Deixando inclusive sua estrutura ainda mais prejudicada.  

estrutura-museu-nacional

museu-nacional-vista-aerea

APÓS O INCÊNDIO

Uma nota oficial do Governo de Portugal foi enviada, lamentando a imensa perda do acervo científico, histórico e cultural para o país e todo o mundo. Em janeiro de 2019 foi realizada uma exposição com as peças que puderam ser salvas do museu em chamas. A exposição ocorreu no prédio da Casa da Moeda.  

escombros-museu-nacional

No mesmo ano foi repassado ao museu uma quantia para as obras de recuperação do acervo e estrutura do espaço. A verba foi aprovada pelo Congresso Nacional e grande parte do dinheiro repassado veio do Orçamento da União, depois de muitos debates sobre a manutenção da instituição.  

Alguns países e instituições ofereceram ajuda na recuperação do Museu Nacional, inclusive alguns especialistas de outros países, vieram ao Rio de Janeiro para ajudar nas obras de restauração do espaço. Sem dúvidas o incêndio que ocorreu no Museu Nacional entristeceu todo o mundo.  

ATUALMENTE

Infelizmente as exposições do Museu Nacional está fechado para visitação por tempo indeterminado. Porém, são realizados encontros semanais nos segundos e quartos domingos de cada mês. Ocorrem das 10h às 16h pela Seção de Assistência ao Ensino (SAE), que acontece em frente ao Museu Nacional.  

São expostos alguns materiais de coleção didática e realizadas atividades educativas, aos frequentadores da Quinta da Boa Vista. A participação é totalmente gratuita. Essa é uma tentativa de manter o Museu Nacional presente nas atividades com o público.  

atividades-museu-nacional

AJUDA AO MUSEU NACIONAL

Se você gostaria de ajudar na reconstrução do Museu Nacional, estão disponíveis alguns métodos de contribuição. Veja mais detalhes na página: AJUDA AO MUSEU NACIONAL  

vista-museu-nacional

Você gostou da saber um pouco mais sobre a história do Museu Nacional? Conte para gente!

Compartilhar: Facebook Twitter Google