• en

Tudo sobre Trindade!

Tudo sobre Trindade!

Paraty é um dos lugares mais incríveis para se visitar! Portanto não se limite ao Centro Histórico, lá temos diversas opções para você conhecer o melhor da cidade. Já falamos aqui sobre o Caminho do Ouro e sobrea Vida Noturna em Paraty, não deixe ler!

Trindade é uma das opções para você conhecer durante sua estadia. É um bairro de fácil acesso e com estrutura até de hospedagem. Neste post, contaremos tudo sobre esse canto lindo do município de Paraty.

O bairro de Trindade

Trindade é um bairro do município de Paraty que fica cerca de 30 quilômetros do centro. Apesar de não ter a história documentada, muita coisa chegou até hoje devido o envolvimento dos caiçaras no crescimento da área.

A Costa Verde é a área litorânea que se estende do sul do Rio de Janeiro até o norte de São Paulo, o trecho pode ser acessado pela BR-101, ou a famosa Rio-Santos. O passeio por si só é lindíssimo e chamamos de Costa Verde devido a presença da Mata Atlântica bem preservada.

Sabemos que toda a região que chamamos de Costa Verde era bastante habitada por indígenas de diferentes manifestações culturais. Com a expansão colonial portuguesa e o descobrimento do ouro em Minas Gerais, Paraty se tornou um dos mais importantes portos do Brasil e logo se destaca no cenário nacional.

Para saber mais, leia sobre História de Paraty.

Na década de 1970, Trindade se torna um refúgio hippie e com a abertura da Rodovia BR-101, a famosa Rio-Santos, a região passa a ser descoberta por vários turistas. Hoje, o turismo corresponde a uma expressiva parte da movimentação econômica do município.

A região que hoje chamamos de Trindade agora faz parte da reserva nacional Parque Serra da Bocaina, que desde 2008 engloba a área com objetivos de trazer um ecoturismo de qualidade preservando a diversidade da fauna e flora.

Além disso, o bairro de Trindade também faz parte da Área de Preservação de Caiçuru, criada em 1983. Essa APA está vinculada ao Instituto Chico Mendes e ao Ministério do Meio Ambiente.

Você sabia que a cidade de Paraty conta com mais de 63 ilhas? Esse órgão tenta proteger não só a biodiversidade de lugares como Ponta Negra, Saco do Mamamguá, Praia do Sono e Trindade, como também tenta proteger as comunidades caiçaras da região.

Os caiçaras correspondem ao povo que vive no litoral do sul do Paraná até o Rio de Janeiro. Trata-se da mistura entre índios, portugueses e negros que viviam nessas áreas e agora são uma comunidade tradicional com manifestações culturais próprias.

A economia caiçara se resume na agricultura cultura de subsistência e a pesca artesanal. E hoje, a pesca industrial é uma das maiores complicações para a continuação dessa comunidade tradicional. Por isso, é fundamental a proteção por partes dos órgãos públicos.

Parque Serra da Bocaina

O Parque foi criado em 1971 e administra grande parte do litoral sul do Rio de Janeiro e norte de São Paulo (municípios de Paraty, Angra dos Reis, Ubatuba, Areias, São José do Barreiro e Cunha). É a segunda maior unidade de conservação da Mata Atlântica e tenta implementar um turismo de qualidade nessas regiões, respeitando o ecossistema e diversidade.

Podemos visitar o Parque de duas formas: contemplando a Serra ou o Litoral. Pela Serra, o acesso é pelo município de São José Barreiro em São Paulo e de lá podemos ver incríveis cachoeiras e mirantes para ver o melhor da floresta. O Parque conta com uma infinidade de coisas para se fazer, desde atividades mais passivas como observação de pássaros ou, atividades mais ativas como mountain bike e trilhas.

estrada-trindade
Uma visitação incrível para fazer desse lado do Parque é o Caminho de Mambucada, também conhecido como Trilha do Ouro.

Durante a exploração do ouro, duas Estradas Reais foram criadas para conectar a produção das Minas de ouro e o litoral. Hoje, conhecemos esses caminhos como Novo e Velho. O Caminho Velho é a ligação entre Ouro Preto e Paraty, mas logo surgiram caminhos clandestinos para burlar as estradas oficiais que cobravam impostos e tinham uma fiscalização maior.

Algumas agências oferecem passeios para o Caminho, dura cerca de três dias explorando o interior do Parque, saindo de São José do Barreiro chegando a Angra dos Reis.

O lado do Litoral é acessado pelas praias de Trindade.

Como chegar?

Como já falamos, Trindade fica cerca de 30 quilômetros de Paraty. O acesso pode ser feito de ônibus que sai da Rodoviária de Paraty, na Avenida Roberto Silveira a cinco minutos de distância do Centro Histórico. Os ônibus saem diariamente num espaço de meia hora.

Uma dica legal pra quem está se movimentando de ônibus por Paraty: na própria Rodoviária, temos um quadro com todos os horários de partidas para todos os cantos da cidade. Vale a pena tirar uma foto e ter na hora de planejar seus dias e passeios. A viagem dura cerca de 40 minutos a 1 hora.

As cachoeiras também são pontos legais e de fácil acesso de ônibus. A mais famosa e um ponto obrigatório de parada é o Tobogã do Tarzan. Já falamos sobre esse local no nosso blog!

Caso você esteja de carro, a ida de Paraty a Trindade também é super tranquila. Grande parte do trajeto é feito pela Rodovia BR-101, Rio-Santos. De carro, a viagem pode durar em torno de 40 minutos.

Sempre indico Trindade pra dias ensolarados. O bairro conta com uma pequena vila de pescadores e praias lindíssimas. É um dos pontos mais bonitos da área e este local não está incluso no itinerário dos Passeios de Barco.

Passeios de Barco

Muitas pessoas me perguntam qual é o melhor. Na verdade, são duas propostas diferentes. O Passeio de escuna é um passeio de dia todo que já tem paradas pré definidas com almoço incluso ou não. A maioria das agências oferecem o Passeio de Escuna que varia de preço devido a quantidade de horas, paradas ou benefícios que disponibilizam.

Já o aluguel de barcos menores pode ser feito diretamente com os barqueiros no Largo de Santa Rita, pertinho da Igreja, ou no próprio Cais do Turismo. O preço varia pois é um passeio personalizado. Você pode escolher por estar somente em alto mar, visitar uma ilha em específico, ficar 2 ou 5 horas… Esse é ideal para casais ou grupos que querem mais privacidade.

Além disso, outro serviço oferecido é o Passeio de Lancha. Algumas agências oferecem a lancha como opção para famílias e casais que procuram personalizar o passeio.

Onde ficar?

A vila de Trindade conta com diversos restaurantes, supermercados, bares e lanchonetes. Hoje em dia, oferece estrutura até para hospedagem e muitos turistas em finais de semana com festival ou feriadão (Flip, Bourbon, Páscoa) preferem ficar em Trindade devido a oferta e preços.

As opções de Hostels são: O Ti Hostel Trindade próximo a praia com nota 9,2 no Booking. Outra opção mais afastado, cerca de 8 quilômetros da praia, é o Hostel Radical Adventure com nota 9,0.

As Pousadas são as hospedagens mais procuradas na região. Indico olhar em sites como Booking para comparar preços e ver a melhor opção pra você (casal, família, amigos). Uma forma de hospedagem também bastante comum no bairro são as Casas de Temporada, é possível ver os anúncios em sites de hotel ou Airbnb.

Caso queira dicas sobre onde se hospedar em Paraty, veja nosso post “Onde ficar em Paraty?” e tire suas dúvidas.

As Praias de Trindade

Praia do Cepilho, Praia de Fora e Ranchos: A Praia de Cepilho é a primeira praia pra quem chega em Trindade. Próximo a ela, temos um estacionamento que garante uma comodidade para quem a visita, porém suas ondas são muito fortes. Essa praia é indicada para surfistas. Continuando a faixa de areia, temos uma outra praia, a Praia de Fora.


Na Praia de Fora, temos estrutura – quiosques, restaurantes – para atender os turistas. É uma ótima pedida para levar crianças, já que as outras praias dessa lista o acesso é feito através de uma trilha.

Por se tratar de uma extensa faixa de areia, muitas pessoas confundem as três praias. Mas há uma grande diferença, principalmente na segurança para as crianças por conta das correntezas e ondas.

A última praia dessas 3 é a Praia dos Ranchos. Nessa área, temos um restaurante que dá maior suporte aos turistas no local. Às vezes, com música ao vivo.

Praia do Meio: Nessa área, temos ambulantes vendendo coisas típicas de praia e uma estrutura maior pois, a Praia do Meio tem acesso pra Vila de Trindade. Durante o fim de semana, esse é local mais movimentado em comparação a outras praias.

Normalmente, quem vem de ônibus para Trindade, é a primeira praia que temos contato de fato pois é próximo ao ponto final do ônibus Trindade > Paraty.

As próximas praias recomendadas nessa lista são normalmente acessadas por trilhas de média dificuldade. Porém na Praia do Meio, alguns barqueiros oferecem o serviço de cruzar de lá para a a Piscina Natural do Cachadaço. A travessia dura cerca de 5 minutos e o preço varia entre 10 e 15 reais.

praia-do-meio-trindade-paraty
É também na Praia do Meio que temos o acesso para a “Pedra que Engole”. Falaremos mais sobre esse local no fim deste post.

Praia do Cachadaço: É a praia com a maior faixa de areia da região. É um dos meus pontos preferidos de Trindade! A trilha da Praia do Meio ao Cachadaço é de dificuldade média com cerca e 400 metros e é a única forma de acessá-la. Os barqueiros só fazem o serviço da Praia do Meio a Piscina Natural.

A partir desse trecho, entramos no Parque Serra da Bocaina, uma área de proteção ambiental. Ao longo da praia, temos uma extensa faixa de areia com vários chuveirões de água doce. Além disso, nesta praia temos uma estrutura de quiosque para lanchar ou almoçar.

Sempre recomendo para chegar cedo em Trindade. Assim, você pode curtir a Praia do Cachadaço e a Piscina Natural com muita tranquilidade!

praia-do-caixa-d'aco-trindade

Piscina Natural do Cachadaço: O ponto auge do seu passeio! As piscinas naturais de Trindade são bem famosas e todos querem visitar. Como dissemos antes, você pode acessar por barco que custa em torno de 10 a 15 reais ou uma trilha de dificuldade média-difícil que dura cerca de 700 metros.

Neste local, não temos faixa de areia, somente pedras. A altura da água da Piscina Natural depende da maré, já tive duas experiências com maré cheia e baixa, mas das duas formas deu pra curtir bastante! Quem pensa em ficar o dia somente na Piscina Natural deve levar comida e bebida, pois lá não tem estrutura de quiosques e restaurantes.

Uma vista super legal que temos na Piscina Natural de Trindade é a famosa pedra “Cabeça do Índio”. Trata-se de uma formação rochosa que as pessoas atribuíram o formato a um índio de perfil. Aquela pedra, na verdade, marca a divisão entre os estados de Rio de Janeiro e São Paulo.

Este é um dos pontos mais famosos de uma passeio em Paraty, não deixe de conhecer!

Piscina-Natural-Cachadaço-trindade

Pedra que engole

Em Trindade, temos dois pontos bem interessantes para se visitar e conhecer além das praias. Eu peguei uma trilha da Praia do Meio em direção a Cachoeira dos Codós. Ela é uma queda d’água bem pequena, porém seguindo a trilha temos um dos pontos mais legais do passeio à Trindade: a Pedra que Engole.

A trilha da Praia do Meio até a Pedra tem uma distância de 700 metros com dificuldade média. Esteja atento caso tenha chovido nos dias anteriores ao seu passeio.

Essa Pedra, na verdade, é uma junção de várias outras que criaram um oco e é possível escorregar e acessar, por uma fresta, uma piscina natural. Por isso o nome.

Poucos conhecem esse lugar, então é uma dica imperdível. Eu tive um pouco de medo no começo, foi depois de mergulhar é muito legal!

pedra-que-engole-trindade

Neste post, demos mil motivos pra você conhecer e se apaixonar pela natureza e pela Vila de Trindade.

Caso você queira saber mais sobre a história de Paraty, não deixe de participar do nosso Paraty Free Walking Tour.

Compartilhar: Facebook Twitter Google