• en
  • es

Theatro Municipal do Rio de Janeiro – cultura e arte

Theatro Municipal do Rio de Janeiro – cultura e arte

A cidade do Rio de Janeiro abriga grandiosas construções e uma delas é o Theatro Municipal. Palco de grandes eventos, sendo uma das maiores casas de espetáculos do país. Quer saber mais detalhes históricos desse espaço? Leia nosso texto sobre o Theatro Municipal do Rio de Janeiro.  

THEATRO MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO

Theatro Municipal do Rio de Janeiro está localizado na Praça Floriano Peixoto (a famosa Cinelândia), no centro da cidade. 

 

INFORMAÇÕES  

Endereço: Praça Floriano, s/n – Cinelândia, Rio de Janeiro 

Telefone: (21) 2332-9191 ou 2332-9134 

E-mail: informacoestmrj@gmail.com 

Quer saber quais espetáculos estão disponíveis no Theatro Municipal do Rio de Janeiro? Veja aqui a Programação do Theatro 

DICA

A Praça Cinelândia é um dos pontos visitados no nosso Walking Tour Centro e Lapa! Participe do nosso passeio e veja a cidade do Rio de Janeiro com outros olhos.  

5-days-itinerary--Rio-de-Janeiro-Rio-Free-Walking-tour

HISTÓRIA DO THEATRO MUNICIPAL

A história da construção do Theatro Municipal coincidiu com a grande reforma proposta pelo Prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Pereira Passos, iniciada em 1902. 

A REFORMA DE PEREIRA PASSOS

A cidade do Rio de Janeiro no século XX era muito caótica, já que seu crescimento se deu sem planejamento. Muitas ruas não tinham iluminação, eram úmidas, sujas, estreitas. Essa zona era perfeita para a proliferação de doenças, com frequentes epidemias 

Nessa época, a população desfavorecida morava em habitações coletivas (chamadas cortiços) e essas não ofereciam condições básicas de higiene. As carroças disputavam espaço com as pessoas, que disputavam espaços com os carros e bondes, uma situação bem complicada.  

Com a modernidade, as ideias de melhorias da maioria dos higienistas da época era sanear, ou seja, construir avenidas mais largas, aproveitar melhor o sol e os ventos, tirar o velho e acabar com os cortiços de vivendas coletivas.  

APOIO POLÍTICO

Entre os anos de 1902 e 1906 o Presidente da República era o Francisco de Paula Rodrigues Alves, que apoiava a ideia de saneamento e modernização. Para tirar do papel e realizar essas obras, o presidente contou com o trabalho do engenheiro Francisco Pereira Passos, que ocupava o cargo de prefeito da cidade do Rio de Janeiro. A saúde pública estava sob o comando de Oswaldo Cruz. 

Com a união dos poderes políticos da cidade e governo federal, em pouco tempo começou a surgir uma nova metrópole. Muitos detalhes da reforma na cidade foram inspirados na remodelação de Paris. Foram construídos avenidas largas, moderna arquitetura, edifícios majestosos, e modificados os hábitos de higiene pública. O Theatro Municipal é uma das construções que marca esse período.  

AINDA FALANDO EM PEREIRA PASSOS

No dia 15 de outubro de 1903, o Pereira Passos, teve a ideia de criar uma concorrência pública para a escolha do projeto arquitetônico do theatro. O objetivo era dar oportunidade para que arquitetos do mundo inteiro participassem do concurso, que tinha prazo até março de 1904. Na finalização do prazo, foram recebidas sete propostas.  

PROJETOS ESCOLHIDOS E A POLÊMICA

Foram escolhidos dois finalistas: o projeto “Aquilla” de autor secreto (na realidade era o projeto do filho do prefeito, o engenheiro Franciscos de Oliveira Passos).

O segundo projeto foi o “Isadora”, de um arquiteto francês Albert Guilbert, (que ocupava o cargo de vice-presidente da Associação dos Arquitetos Franceses).

Você consegue imaginar que a escolha do projeto Aquilla e seu “autor secreto” causou uma grande polêmica na sociedade carioca, devido ao favoritismo pelo filho do prefeito.

Houve até rumores que em realidade o projeto teria sido elaborado pelo órgão de arquitetura da prefeitura. Como solução aos rumores, foi decidido unir os projetos dos dois finalistas, já que ambos estavam inspirados na Ópera de Paris.  

A CONSTRUÇÃO DO THEATRO

O projeto do Theatro Municipal sofreu algumas pequenas modificações com a junção das ideias, e começou a ser construído em 2 de janeiro de 1905. A decoração do espaço contou com o trabalho de grandes artistas da época como o Rodolfo Amoedo, os irmãos Bernardelli e o Eliseu Visconti.  

Muitos artesãos europeus também participaram, na parte da criação dos vitrais e mosaicos. Foram convocados cerca de 280 operários que trabalhavam em dois turnos. Nesse ritmo acelerado em pouco tempo já era possível observar alguns detalhes do que viria a ser a grandiosidade do Theatro Municipal.  

DETALHE

O grandioso Theatro Municipal está assentado em 1.180 estacas de madeira de lei.  

IMPORTÂNCIA DO THEATRO MUNICIPAL

Esse é um dos mais importantes e belos prédios da cidade do Rio de Janeiro. Foi inaugurado no dia 14 de julho de 1909, pelo Presidente Nilo Peçanha e na gestão do prefeito Sousa Aguiar, após quatro anos e meio após o início das obras. O Theatro Municipal é considerado uma das principais casas de espetáculos do Brasil. Também é considerada uma das mais importantes da América do Sul.  

Já foram recebidos os maiores artistas internacionais ao longo dos mais de cem anos de existência do Theatro. Os artistas brasileiros também estão presentes na trajetória de cultura do país através deste espaço na dança, ópera e música.  

CURIOSIDADE

Você sabia que o Theatro Municipal possui uma companhia artística estatal? Sim! O projeto foi criado em meados do século XIX, e João Caetano foi um dos seus maiores apoiadores. A ideia ganhou força no final do século através do trabalho do Arthur Azevedo. Foram muitos de dedicação do Arthur para tornar esse projeto realidade. Infelizmente ele não conseguiu ver a inauguração, morrendo nove meses antes da data prevista, mais seu nome é sempre lembrado! 

E finalmente na década de 30, o Theatro Municipal passa a ter seus corpos artísticos em Coro, Ballet e Orquestra Sinfônica! Se você deseja ver alguns destes espetáculos, esteja atento as temporadas artísticas oficiais.  

OUTROS DETALHES DO THEATRO MUNICIPAL

Logo ápos sua inauguração, o Theatro Municipal do Rio de Janeiro recebia companhias de ópera e dança internacionais, principalmente vindos da França e Itália. O espaço também passou por algumas reformas, nos anos 1934, 1975, 1996 e 2008.  

Theatro Municipal inicialmente tinha capacidade de receber 1.739 espectadores. Após a primeira reforma (que levou apenas 3 meses) aumentou sua capacidade para 2.205 lugares. Na segunda reforma, no ano de 1975, foram realizadas obras de restauração e modernização do espaço. Ainda neste mesmo ano foi criada uma Central Técnica de Produção.  

theatro-municipal

No ano de 1996, foi construído um edíficio anexo com o objetivo de oferecer espaço para os ensaios do corpo artístico do Theatro. A última das reformas levou dois anos, iniciando-se em 2008 e terminou em 2010, restaurando e modernizando as instalações do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.  

ESCOLA ESTADUAL DE DANÇA MARIA OLENEWA

Theatro Municipal também oferece uma escola de dança. Esta é a mais antiga instituição dedicada ao ensino da dança e formação de bailarinos clássicos do país.

A instituição foi fundada em 1927, pela bailarina russa Maria Olenewa. A fundadora esteve no Brasil em turnê como integrante de diferentes companhias nos anos de 1918 e 1921.  

No ano de 1926, a Maria Olenewa decidiu estabelecer-se na cidade e iniciou alguns projetos pedagógicos. Teve a ideia de apresentar ao governo federal um projeto para a criação de uma escola de formação de bailarinos.

O projeto foi aceito e a aula inaugural foi realizada no dia 11 de abril de 1927. Em 19 de novembro do mesmo ano a escola realizou o seu primeiro espetáculo de balé nomeado Les Sylphides e Divertissements. 

Descubra um pouco mais sobre a Escola Estadual de Dança 

DICA

Em dias de eventos algumas regras devem ser seguidas pelos espectadores, em relação à vestimenta e acesso à Sala de Espetáculo. Saiba todas as Regras do Theatro Municipal do Rio de Janeiro 

O que você achou do nosso texto? O Theatro Municipal é muito especial! Visite.  

Compartilhar: Facebook Twitter Google