O Rio de Janeiro é um dos locais mais ricos do Brasil quando falamos de cultura e história e está recheado de prédios históricos. Veja a lista completa de lugares históricos no Rio de Janeiro
  • en

Lugares históricos do Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro é um dos locais mais ricos do Brasil quando falamos de cultura e história. A cidade que permaneceu capital do Brasil por mais tempo. A cidade que recebeu a família real portuguesa em 1808, e mais tarde tornou-se a única das américas a ser capital de um reino europeu. Essa rica história fez com que muitos prédios importantes fossem erguidos. Infelizmente o Rio demoliu grande parte de seu estilo colonial, porém algumas construções foram preservadas. Nesse post vamos falar desses lugares históricos do Rio de Janeiro

 Centro do Rio de Janeiro

Esse é o local com maior concentração de lugares históricos do Rio de Janeiro. Na época em que os portugueses chegaram ao Rio invasões piratas eram comuns, por isso a segurança da cidade precisava ser reforçada. Eles inicialmente se estabeleceram na Urca, próximo ao Pão de Açúcar, porém ao perceber o perigo das invasões piratas mudaram-se para o Centro, onde existiam quatro morros (Morro do Castelo, Morro de São Bento, Morro da Conceição e Morro de Santo Antônio) que faziam a proteção geográfica natural da cidade.

Aí vai uma lista de lugares históricos que ainda existem na região:

Paço Imperial

Construído para ser a residência dos governadores da Capitania do Rio de Janeiro. Com a chegada da família real portuguesa em 1808 o local foi promovido a Paço Real e virou residência da família real portuguesa. Com a independência do Brasil o local foi promovido a Paço Imperial, foi nessa época que nesse local aconteceu o dia do Fico e a assinatura da Lei Aurea. Pela sua importância histórica e estética, o paço imperial é considerado um dos mais importantes edifícios civis coloniais do Brasil.
Saiba mais sobre o Paço Imperial

paço-imperial

Arcos da Lapa

A cidade do Rio de Janeiro tinha problemas com o abastecimento de água. Para resolver esse problema, foram erguidos os arcos da lapa, que levava água do Rio Carioca até o Largo da Carioca. Hoje o local é um dos principais pontos turísticos da Lapa e também da cidade.
Descubra tudo sobre os Arcos da Lapa nesse texto

arcos-da-lapa

Igrejas

O Centro do Rio de Janeiro está rodeado de igrejas incríveis. Isso porque além do fato da população ser muito católica, as igrejas eram divididas de acordo com a classe e cor de quem a frequentava. Abaixo algumas fotos das mais bonitas igrejas do Centro do Rio de Janeiro

mosteiro-de-sao-bento

Mosteiro de São Bento

igreja-são-francisco-da-penitencia
Igreja São Francisco da Penitência
Igreja-nossa-senhora-do-monte-carmo
Igreja Nossa Senhora do Monte Carmo
Igreja-Nossa-Senhora-da-Lapa-dos-Mercadores
Igreja Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores

 

Travessa do Comércio

Essa charmosa rua, fechada para o movimento de carros, é uma das únicas do Centro preservou os casarões coloniais do Rio de Janeiro. A entrada a Rua se dá pelos Arcos do Telles.

Travessa-do-comércio

Arco do Telles

Quando se iniciou a construção da casa da família Telles percebeu-se que ela fecharia completamente o acesso a Travessa do Comércio. A solução foi então construir um arco bem no meio do prédio.

Arco-do-Telles

Confeitaria Colombo

A Confeitaria Colombo era um local de sofisticação e modernidade, nas ruas iluminadas com lamparinas a gás, os bondes e o movimento intenso nas ruas do Centro era a marca daquela época. Os detalhes no interior da confeitaria são bem interessantes e são construídos com peças de várias partes do mundo. Aqui frequentaram pessoas importantes para história do nosso país como o presidente Getúlio Vargas e o presidente Juscelino Kubistchek.
Leia os detalhes sobre a Confeitaria Colombo aqui!

Confeitaria-colombo

Palácio Tiradentes

 

Esse lindo palácio foi construído para ser sede do congresso nacional. Entre os anos de 1926 e 1960 todos os presidentes que tomaram posse, tomaram neste local.

Palacio-tiradentes

Real Gabinete Português de Literatura

Eleita a 4ª biblioteca mais linda do mundo em 2014 pela revista Time, o local é uma instituição que tem com o objetivo preservar a história de Portugal no Brasil.
Leia mais sobre o Real Gabinete Português de literatura

real-gabinete-portugues-de-literatura

Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)

Um dos Centros Culturais mais importantes do Brasil. Construído para ser sede da Associação Comercial do Rio de Janeiro, tornou-se depois sede do Banco do Brasil. Em 1960, quando a capital foi transferida para Brasília o local tornou-se em uma luxuosa agência. Vinte anos depois o local se tornou um Centro Cultural.

Se você quiser sentir-se no passado e mergulhar na história do Centro do Rio de Janeiro de uma forma leve e descontraída, não deixe de participar do nosso free walking tour do Centro e da Lapa.

Centro-cultural-banco-do-brasil

 Zona Portuária do Rio de Janeiro

Eleita recentemente um dos locais mais descolados do mundo a zona portuária tem grande importância histórica, especialmente quando se fala a respeito da cultura negra no Brasil. Imagine uma área pequena onde está localizado um antigo porto de escravos, onde aconteceu o nascimento do samba, tem um museu futurístico, o maior grafite do mundo e uma caminhada em frente a praia deslumbrante! Bem-vindo a Zona Portuária do Rio de Janeiro!

 

Cais do Valongo

O Cais do Valongo tem uma grande conexão com o período escravocrata do Brasil. Aqui funcionou por muitos anos o porto do Rio de Janeiro, onde desembarcavam barcos pequenos que traziam os escravos, após passarem na alfandega. O local tem o título de patrimônio mundial da UNESCO que considera o local um sítio arqueológico de memória sensível, pois remete a memória de dor e sofrimento na história dos antepassados dos afrodescendentes que representa mais da metade da população brasileira. Pelo Cais do Valongo, passaram cerca de um milhão de escravos em cerca de 40 anos, o que o tornou o maior porto receptor de escravos do mundo.

cais-do-valongo

Pedra do Sal

Monumento histórico religioso de grande valor para a cultura afro-brasileira. A Pedra do Sal está no Morro da Conceição, na Praça Mauá que funcionava como um antigo porto de descarga do sal por volta de 1608.
Pela influência dos residentes do local e na intenção de preservar a memória cultural do século XIX, a Pedra do Sal é considerada o “Berço do Samba”. Segundo os relatos e pesquisas sobre o local os ritmos do samba e choro, estavam presentes nas festas que ali aconteciam e seguem acontecendo.

pedra-do-sal

Largo de São Francisco da Prainha

Antes da construção do Porto do Rio de Janeiro, existia ali uma pequena praia, que se estendia até onde hoje é a Praça Mauá. Nas reformas de Pereira Passos, onde a cidade foi aterrada, a praia desapareceu. O largo recebeu seu nome por se localizar perto à Igreja de São Francisco da Prainha
A região era conhecida pelo encontro de zungús, locais de reunião de trabalhadores negros escravizados ou libertos, que se juntavam para comer, batucar ou praticar sua religião, possuindo bastante relevância para a continuação cultural e religiosa de negros. No entanto, aquele zangú também era formado por homens brancos, incluindo estrangeiros, revelando as trocas culturais que existiam na cidade.

atrações-gratuitas-no-rio-de-janeiro-free-walking-tour

Quer saber mais sobre a Zona Portuária? Participe participar do nosso Free Walking Tour pela região

Quinta da boa vista

Com cerca de 155 mil metros quadrados, a Quinta da Boa Vista é um dos maiores parques urbanos em solo carioca. Situado no bairro de São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, foi a residência da Família Real Portuguesa entre 1808 a 1889, ano da Proclamação da República.
A Quinta também abriga o museu nacional a instituição cientifica mais antiga do Brasil que passa por uma renovação após ser atingido por um incêndio.

quinta-da-boa-vista

Zona Sul

 

Forte Nossa Senhora de Copacabana

Construído quando o Rio de Janeiro já era capital do Brasil, com o objetivo de proteger a cidade de possíveis invasões pela baia de Guanabara. Hoje o forte abriga um museu do exército e possui uma Confeitaria Colombo, local perfeito para tomar um café da manhã. A vista deixa qualquer um de queixo caído.

forte-nossa-senhora-de-copacabana

Jardim Botânico

Construído há mais que 200 anos, quando a família real portuguesa veio ao Brasil, o Jardim Botânico é famoso pela exuberância e importância de suas coleções de plantas, bem como pela beleza de suas paisagens.

Saiba mais sobre o Jardim Botânico 

jardim-botanico-rio-de-janeiro

 Parque Lage

 

O local foi residência de nobres e aristocratas e possui diferentes ambientes: o palacete romano, principal atração e onde se tiram as famosas fotos do Instagram, parte da floresta da Tijuca, jardins, um aquário e grutas. A entrada no local é gratuita.

Descubra mais sobre o Parque Lage 

parque-lage

Forte do Leme

O forte do Leme possui uma linda vista panorâmica do Rio de Janeiro e muita história! O acesso é feito por uma trilha leve. A entrada é gratuita toda terça-feira. Nos outros dias o valor é R$4,00 (inteira) e R$2,00 (meia)

forte-do-leme

Compartilhar: Facebook Twitter Google